• Larissa do Prado

Granthis - os nós no caminho do autoconhecimento



A medida em que a rainha, Kundalini Shakti, começa a subir, ela encontra obstáculos em seu caminho, ao longo de Sushumna. Encontra 3 nós, chamados Granthis. A palavra Granthi significa nó.

Os Granthis são como obstáculos psíquicos, emocionais e energéticos por onde cada um deve passar ao longo da sua trajetória rumo ao autoconhecimento. Ao mesmo tempo expressam as defesas, controles e resistências que construímos.


São eles:


1. Brahma Granthi: localizado em muralhara chakra. Relacionado ao apego a nome e forma.


2. Vishnu Granthi: localizado em Anahara. Relacionado aos apegos emocionais e a ideologias.


3. Rudra Granthi (ou Shiva Granthi): localizado em Ajña Chakra. Relacionado ao intelecto, aos apegos aos poderes mentais, muitas vezes adquiridos com a própria prática.


Brahma Granthi


O primeiro Granthi é o Brahma Granthi, que está localizado na região do Muladhara Chakra (elemento Terra). Brahma é o Senhor da Criação e o Muladhara Chakra é o Chakra da criação material (sobrevivência e reprodução), do pé no chão, da auto-preservação, da atuação no mundo físico, no corpo. Diz-se que o Brahma Granthi é o nó do mundo dos nomes e das formas.


Este primeiro nó energético faz com que a interatividade do homem com os aspectos mais básicos da vida (saúde, sexualidade, trabalho, dinheiro) não fluam com naturalidade e eficiência.


O homem identifica-se com a criação, com seu ego, com seu corpo e com todo o grande jogo da Maya. Neste sentido, o Brahma Granthi fomenta o apego ao mundo e aos seus aspectos mais densos.


O Brahma Granthi está relacionado com Kriya Shakti, o poder de agir, de atuar sem apego. Este poder de agir enquanto identificado com a energia ilusória da natureza material, amarra o homem ao plano denso da materialidade ao nível mais tamásico (Guna Tamas).


E o deus hindu Ganesha está relacionado a este Granthi, na medida em que o deus com cabeça de elefante simboliza o nosso próprio poder de abrir os nossos próprios caminhos , vencer nosso medos, superar nossos obstáculos e crescer.


Vishnu Granthi


O segundo Granthi é Vishnu Granthi, o nó que se localiza na região do Anahata Chakra (elemento Ar) que é o Chakra da afetividade, dos sentimentos, do amor, da compaixão.

Vishnu é o aspecto divino relacionado com o Amor (Rama e Krishna), que transmuta a emoção em devoção (amor universal incondicional).


O Anahata Chakra está relacionado a glândula timo e ao Prana Prana (elemento Ar), que rege as funções pulmonar e cardíaca, e circula em fluxo ascendente (ao contrário de Apana) gerenciando tudo aquilo que é absorvido (em todos os sentidos).


Este segundo nó faz com que o homem selecione os objetos a serem amados (meus filhos, meus amigos, meus pais, minha casa, meu carro, etc.) e cria apego por estes objetos.

A religiosidade excessivamente emocionalizada e fanatizada também é uma característica dos obstáculos criados por este nó.


Seu desbloqueio conduz ao o poder de desejar sem apego. Vishnu Granthi pode ser desbloqueado por Iccha Shakti, o poder de desejar sem apego. Quando enredado por Maya (a ilusão da separatividade), e sob o impulso da Guna Rajas, o homem cria desejos e necessidades segundo seus instintos e seus apegos. Quando o desejo torna-se sutil, o homem desenvolve mumukshutwam (mumukshutva), o desejo pela Liberação (que vem com o autoconhecimento), pela realização da consciência da Unidade.


Romper o Vishnu Granthi leva a uma interação afetiva desimpedida abrindo caminho ao Amor Total que leva o homem à amar indistintamente toda a Criação, expressando plena e equilibradamente as suas emoções e dissolvendo suas couraças afetivas e relacionais.

Possibilita ainda que não se reprima nenhuma emoção vivenciada, ao contrário, que se perceba a emoção, que se sinta, se expresse e deixe que passe.


Rudra Granthi


Finalmente, o terceiro nó, Rudra Granthi (ou Shiva Granthi), localiza-se na região do Ajña Cakra.


Ajña é o Chakra que tanto gerencia o cérebro físico, quanto o exercício mental da especulação intelectual e racional, quanto à própria visão da Unicidade e da realidade de que somos a plenitude e a felicidade que buscamos.


Shiva Granthi faz com que o homem se perca na intelectualidade vazia e estéril, não instrumentalizando eficientemente seu complexo psíquico e intelectual para a auto-realização.


E faz com que a mente fique sempre agitada, atrapalhando a concentração e a meditação.


Perder-se no caminho em função da aquisição de Siddhis (poderes psíquicos e mediúnicos) quando isto desequilibra o ego e a mente, também é um obstáculo relacionado ao Shiva Granthi.


Este Granthi é desbloqueado por Jñana Shakti, o poder de conhecer. Tanto de conhecer no sentido de acumular informações úteis, como conhecer no sentido do próprio Conhecimento e Sabedoria.


Dissolver esses nós é objetivo do iogue em em busca de autoconhecimento e evolução espiritual.


Tais rompimentos são alcançados ao incorporar a filosofia e a prática do yoga à vida, segundo a tradição.


2 visualizações

© 2020 Tulippa Yoga Studio